Tecnologia do Blogger.

Degradê: 5 anos - Review

by - sábado, janeiro 12, 2019






O tempo realmente passa rápido quando estamos nos divertindo. Parece que foi ontem que o primeiro texto do Degradê foi publicado, mas já se passaram cinco anos desde que o blog foi criado. Por esse motivo, o Degradê está em festa! Para comemorar os cinco anos, nada melhor do que relembrar os textos mais lidos durantes esses anos... Vamos conferir?


◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇



O "Palavras Amargas" foi o primeiro texto publicado no Degradê. Publicá-lo foi quase como um momento de renascimento para mim - antes dele, havia muito tempo que eu não escrevia e foi reconfortante tirar todo o peso que eu carregava até então.

Não sei muito bem o motivo, mas até hoje o "Palavras Amargas" é um dos meus textos mais lidos. Não acredito que seja o melhor dos textos que já escrevi - mas talvez seja um dos mais verdadeiros. Não importa muito o motivo, pois me orgulho muito de tê-lo escrito.

A melhor parte não foi nem o texto em si - foi saber que minhas palavras chegaram na pessoa a que elas eram dirigidas.

Isso, amores, não tem preço! <3

"Vasculhei os meus diários, procurando as palavras que queria te dizer; todos e cada um deles. E não encontrei nenhuma. Elas não estavam entre os “eu te amo”, “sinto sua falta” e “até amanhã”, porque jamais as escrevi. Jamais tive coragem de colocá-las em registro, mesmo que apenas para mim... dizê-las a você, então, doía só de imaginar. E agora, tempos depois, sinto o amargo dessas palavras não ditas, sinto o ácido de tudo o que ficou entalado dentro de mim queimar cada milímetro do meu ser."
(Luísa Scheid)




◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇



"O Menino do Skate" é do mesmo ano que Palavras Amargas. Os dois tem algum em comum: foram baseados em situações reais. Enquanto o Palavras Amargas estava mais próximo de um desabafo (ou uma homenagem), "O Menino do Skate" estava pendendo mais para um início de desvinculação emocional.

O que mais me orgulha nele é ter sido a primeira crônica que escrevi. Mesmo tanto tempo depois, ainda gosto dele: não trocaria uma palavra sequer.

"Sabe como vários romances na literatura e no cinema começam com um pequeno acidente? Um trombo, um tropeço, coisas simples do cotidiano. Eu nunca fui muito chegada nesse tipo de trama, acho que em parte porque nunca vivenciei nada do gênero e não conseguia enxergar realidade nas narrativas do surgimento desse amor."
(Luísa Scheid)



◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇


Em algum momento, descobri certo prazer em escrever sobre situações do meu dia-a-dia em textos curtos - menos como narração e mais como reflexão sobre os relacionamentos atuais (Bauman sabia muito bem do que estou falando).

Vários textos surgiram dessa premissa. No começo foi um desafio para alguém tão prolixa como eu - mas hoje em dia fico feliz de tê-lo feito. Meus melhores textos são, de longe, os mais curtos.

O "Enrolados" é um deles e, confesso, foi baseado em um rolo meu.

"Você me quer, mas não sabe direito como, é o que você diz. Não sou idiota – a verdade é que você quer é me enrolar. Eu me faço de boba e me deixo ser enrolada porque é bom... É bom abusar de você, é bom ser usada por você."
(Luísa Scheid)



Enrolados é apenas um de uma longa lista de textos curtos que vieram - cada um com seu próprio trunfo! Vale a pena conferir mais alguns deles.

"Naquele inverno, você foi como o Sol para mim - você aparecia e eu sorria, mesmo sabendo que não duraria - mesmo sabendo que o dia curto seria. Não importava; eu me sentia em pleno verão, derretendo sem receio e sem pudor. Praia e areia diante dos meus olhos - sensação paradisíaca escorrendo e entrando pelos meus poros."
(Luísa Scheid)



"Perdi o momento - ele passou por mim que eu nem vi, mas eu sei que se foi. Você se foi. Quando a oportunidade passou, foi você que eu perdi. Eu tinha duas opções, meu orgulho ou você, e eu me prendi com força à primeira, da forma que deveria ter te abraçado."
(Luísa Scheid)



Pega minha mão e me puxa para perto; me pega no colo, me coloca nos seus ombros, me leva de cavalinho; me abraça, me segura, qualquer coisa, só não me deixe ir. Não me deixe partir, não me deixe pensar que não se importa. É que sou um incêndio de sentimentos, pronta para queimar, pronta para colocar a casa a baixo, se necessário - só não estou pronta para encarar sua barreira de gelo.
(Luísa Scheid)


◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇



Amadurecimento é necessário para tudo na vida. Na arte da escrita não poderia ser diferente - desde o amadurecimento das ideias e até o amadurecimento pessoal, tudo transforma sua forma de escrever. Nesses cinco anos de Degradê, muitas reviravoltas na minha vida trouxeram-me e forçaram o amadurecimento. Não poderia ser mais grata, principalmente quando vieram como resultado textos como "Adeus Amor".

Dizer adeus a um amor por saber que estar junto não é mais saudável nem para você nem para o amado é uma grande prova de amadurecimento e desapego. É entender que amar não é apenas querer ficar grudado. Amar é muito mais que isso - e me custou alguns anos para entender. Mesma assim, ainda bem que entendi!

Você é a coisa mais preciosa que eu já tive. Você é a pessoa que mais amei de todas as formas possíveis. O que nós tivemos, não acho que eu poderia encontrar algo assim em qualquer outra pessoa. A conexão que eu tive com você desde o início foi inesperada e inexplicável - e é insubstituível.
(Luísa Scheid)


◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇

Recordar é viver, é verdade! Mas a festa do Degradê não consiste só em relembrar! Tem novidades também. Não deixe de ler nossos outros post de aniversário:

Degradê: 5 anos - Convidados

Degradê: 5 anos - Projetos


You May Also Like

12 comentários

  1. parabens pelos 5 anos de blog, com certeza mt coisa bacana rolou por aqui e que venha ainda mais

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Parabéns! Muitos anos virão para você encantar as pessoas com as suas palavras

    ResponderExcluir
  3. ai uma data muito especial né temos como um blog como um cantinho só nosso muitos anos irão vir
    Coisas da Bueno por Bruna Bueno

    ResponderExcluir
  4. Parabens e eu desejo muito sucesso com o blog. Sao 5 anos de muito conteúdo bom!

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Parabéns pelos 5 anos de blog, se eu não tivesse excluído o meu primeiro blog (que hoje renasce das cinzas) ele estaria completando 6 anos esse ano, porém com tantas mudanças, tantas andanças, acabei me desfazendo dele e me arrependo porém sei que as vezes é preciso poldar os galhos para que as arvores cresçam.
    É maravilhoso rever textos que escrevemos tanto tempo atrás, são pedaços nossos onde podemos ver amadurecimento e melhora. Sinto falta das minhas escritas, mas é um projeto para 2019 voltar a escrever meus textos também.
    Mais uma vez parabéns e você escreve muito bem.

    Beijos da Lua!
    Cantinho da Lua

    ResponderExcluir
  6. Parabéns. É tão bom relembrar. Sucesso.

    ResponderExcluir
  7. Luuuuu, parabéns pelo níver. Teu blog é irmão mais velho do meu!!! Desejo que tu continue por muitos anos com teus textos são caprichados e informativos!!!

    ResponderExcluir
  8. Deve ser sido ótimo mesmo palavras amargas ter chegado a quem foi direcionado, achei intenso esse trecho de enrolados

    ResponderExcluir
  9. Parabéns, é bem difícil manter um blog por tanto tempo! Que venham mais 5!!

    ResponderExcluir
  10. parabens pela conquista, que continue crescendo a cada dia mais.

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pelos 5 anos de blog, muito sucesso!! Já vou dar uma lida em cada um desses textos!!!

    ResponderExcluir
  12. Que post maravilhoso e descontraído, amei. Parabéns pelo niver, que seu blog continue sendo útil para todos e ajudando no dia a dia, no que precisar... Pois ele tem somado muito, e é disso que estamos precisando, elementos que somam! SUCESSOOOOOOOOO

    ResponderExcluir