52 Semanas: Livros que todo mundo deveria ler

quinta-feira, janeiro 31, 2019

Quinta-feira chegou e sabe o que significa isso? Mais um tema do projeto 52 semanas. O tema da vez é Livros que todo mundo deveria ler. Como toda boa leitora, tenho meus queridinhos que tento a todo empurrar para todos os meus amigos leitores (principalmente porque leitor gosta de ter com quem discutir livros e teorias). Não poderia estar mais feliz com o tema, não é mesmo? Confira aqui minha lista dos livros que todo mundo deveria ler.

O Pequeno Príncipe
por Antoine de Saint-Exupéry


Na minha humilde opinião, ainda não foi escrito um livro tão completo e complexo quanto O Pequeno Príncipe. Na simplicidade da sua trama, contada como uma história para crianças, o livro fala sobre diversos assuntos: amor, amizade, crescimento, medo. Tudo isso em uma narrativa fácil e gostosa de ler e com ilustrações muito amorzinho. Sou suspeita, mas defenderei O Pequeno Príncipe eternamente como um livro que todos devem ler. E não apenas uma vez: diversas vezes. É o tipo de livro que cada vez que você lê, você interpreta diferente, pois você entende os personagens de maneira diferente. Vale a pena ler umas vinte vezes.


Faça Amor, Não Faça Jogo
por Ique Carvalho


Ique começou como um blogueiro. Escrevia pequenos textos, em sua maioria com temas de relacionamento amorosos. Os textos, curtos, fizeram tanto sucesso que a (maravilhosa) Gutenberg o convidou a publicar um livro. Esse livro é o "Faça Amor, Não Faça Jogo", que nada mais é que uma antologia de seus textos, alguns já publicados em seu blog, outros inéditos. O tema da grande maioria dos textos é isso: deixe de joguinho. Ame! Alguns textos são melhores que outros, de fato, mas acho super válida a leitura (e a capa é linda)




As Mentiras que Os Homens Contam
por Luis Fernando Verissimo


Veríssimo é um dos melhores cronistas brasileiros. Ele tem uma ironia e uma comicidade peculiar - e apesar de escrever sobre situações cotidianas, ele as narra de uma forma única. Suas crônicas são uma delícia de ler - e mesmo lendo mais de uma vez, nunca perde a graça. Recomendo e muito!



Alice no País das Maravilhas
por Lewis Carroll


Alice é outro clássico da literatura - e mais do universo de literatura infantil que transcende o rótulo e também serve para adultos. Apesar de todo mundo conhecer a história da Alice, principalmente em virtude dos filmes que já foram feitos, poucos já pegaram o livro para ler. E acredite: vale a pena.



A Parte Que Falta
por Shel Silverstein


Esse livro foi um grande sucesso nas redes sociais em virtude desse vídeo da JoutJout. Assim como O Pequeno Príncipe, é tido como um livro infantil, mas há algo muito maior por trás: uma crítica a forma como nos relacionamos atualmente (muito próxima da crítica que Bauman faz em seu livro Amor Líquido). As ilustrações não são muito trabalhadas, mas o livro é um amorzinho e nos faz refletir.






Conheça as demais participantes

Um comentário:

  1. Que postagem mais linda, todos os anos eu leio o Pequeno Príncipe, é uma das minhas leituras favoritas e viciantes, gostei de encontrá-lo por aqui. Sempre me transmite uma ótima mensagem.
    Bjs

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.