Fora da Janela


Tema 01
Como está o clima do lado de fora da sua janela neste momento? Se não for inspirador, como gostaria que ele estivesse?


Nevou muito nos últimos dias – ontem até choveu gelo. E isso que os meteorologistas disseram que o tempo ia melhorar. Melhorar... Claro. Não sei o que é pior... Eu ter acreditado mais uma vez nas previsões do tempo ou eu realmente ter ficado feliz, pois eles previram temperaturas por volta dos 2ºC.

Realmente: as coisas estão muito ruins quando você praticamente implora para fazer 2º. Depois que você conhece o -17º, quase que cogita colocar sua roupa de banho quando dizem que temperaturas próximas de 0 estão por vir.

Mas elas não vieram.

Da minha janela, vejo partes congeladas do rio Danúbio, principalmente as bordas. Patos, ou seja lá qual for esse animal, fazem uma social em cima do gelo. A água deve estar muito fria até para eles – ou talvez apenas estão esperando por algum aventureiro corajoso o suficiente para ir alimentá-los.

Não eu.

Não com tanto gelo e neve no chão.

Logo atrás do rio está o outro lado da cidade. Na verdade, não chego a ver o outro lado da cidade, pois tudo que vejo é a colina – no alto dela, um castelo de datado de 1499. Muitas árvores ao redor, esbranquiçadas pelo inverno.

Em perfeita harmonia com o céu branco.

Não cinza de chuva, branco mesmo.

Branco como as gaivotas que voam por aqui.

Branco como a neve no topo das casas.

A paisagem é silenciosa. Talvez essa seja a maior das vantagens de não no centro da cidade – poder ver a natureza de tão perto e conhecer essa tranquilidade. Principalmente para uma garota de metrópole como eu.

A parte chata? O frio. Estava torcendo por dias mais amenos. A vontade de sair de casa nesse frio é zero – não há muito que se fazer do lado de fora. Não há muito que se fazer do lado de dentro. Só me resta sentar ao lado da janela e observar o mundo branco e frio. Acho que vi gelo boiando no rio. E de novo e de novo.

Malditos meteorologistas – me enganaram novamente.



Esse texto faz parte do Projeto 365 Temas.
Leia mais:


0 comentários:

Postar um comentário

 

Curta