Estilhaços

by - quarta-feira, fevereiro 01, 2017



Vazio. Solidão. Angustia
O peito chora, se desespera
Desalentado o coração
Procura meios de continuar

A casa não é a mesma
Acordar não é mesma coisa
A vida não é igual
Resistir é preciso para continuar de pé

A gente sempre encontra
Um jeito de não sucumbir
Diante das grandes ondas
Um meio de seguir adiante

Mas por dentro restam estilhaços
Os retalhos daquilo que um dia foi
De tudo ficam apenas fragmentos dispersos
Do que já foi inteiro. Dor, como ela machuca
Fere, mas ainda assim ensina
Ensina a seguir, recolhendo os cacos do chão


Leia Também

0 comentários