A minha história sobre nós



Eu me apaixonei numa terça feira há quase três anos atrás, como eu me lembro que foi numa terça-feira? Porque me lembra três e essa é a minha obsessão. 
Eu ainda sinto o toque das mãos dela na minha, aqueles dedos finos se encaixando nos meus e eu acariciava três vezes... eu poderia acariciar mais, e então teria que ser mais e mais, até estar no número exato, algum número que tivesse três, porque isso dentro da minha cabeça funcionava, mas as vezes era um grande conflito, sentir esses toques me fazem lembrar da primeira vez que peguei em sua mão, o toque macio de seus dedos causou uma explosão no meu coração, sentir o calor daquela mão foi como uma conexão e sem medo eu a acariciei, e nossos dedos brincaram, para mim isso foi uma vitória, por que só de pensar o quanto minha mente pedia para não ter a sua mão na minha, mas eu finalmente me senti seguro. E eu senti que poderia guiá-la, segurá-la firme e dizer que tudo ficaria bem porque eu estava bem ali segurando aquela mão, eu me lembro realmente, eu jamais esqueceria dessa mão na minha. Como poderia eu esquecer? Como livrar-me de todas as minhas manias? 
Eu me despedia três vezes, esse era o número em minha cabeça, três vezes e você ria dessas minhas loucuras, dessas minhas manias. A verdade é que eu sempre tive problemas com o ir embora... 
Eu não partia até ela ir...
E ela realmente se foi e eu continuo aqui. O problema é mais sério do que pensei.
Mesmo eu sempre gostando de pessoas que ficassem e não fugissem, que não desistisse do problema eu. Com ela eu fugiria, eu deixaria de tocar em tudo, se eu pelo menos pudesse, se minha mente deixasse, se fosse meu coração que guia-se.





1 comentários:

 

Curta