Overdose

by - terça-feira, novembro 29, 2016





E por falar de amor ainda tem seu cheiro aqui, ainda tem a saudade
Ainda há coisas em mim.
Nas páginas amassadas ainda tem a história que a gente escreveu.
E por falar em amor a gente não se esqueceu de todos os casos.
Mas é você nas horas iguais?
É você ainda naquela canção?
É você nas entre linhas
Nas indiretas das frases subliminares, nas pequenas teorias?
No mar de lembranças
Onde se afoga o silêncio
Onde tudo pode ser eterno.
Falar em eterno...
Onde anda aquela velha garrafa de porção de amor?
Ainda tem em mim um resquício
Tem sua letra escrita em meu corpo e seu reflexo no espelho quebrado.
Tem você na despedida da noite.
Na insanidade do mundo afora tem você em todas as formas
Intoxicada de você
Porque ainda é você em todos os detalhes até no não querer...
Tem você, é você! 



Leia Também

0 comentários