Sereia Eu Sou


Eu disse que ia para o mar,
Queria ser uma sereia
Ganhar caldas ao tirar os pés da areia

Ver as ondas quebrando
Fim de tarde na praia
Quis pertencer, no mar florescer
Ali tinha uma magia única
Que me fazia querer transcender

Não resistir, o mar me chamou
Não tenho mais pernas, tenho caldas
E hoje, serei eu sou
Sinto a brisa sobre meus cabelos
Deixo o vento soprar, e quando o sol se põe,
Volto ao mar, para além da surperfice mergulho

Hoje tenho um louco caso de amor
Lembro bem de como tudo começou
O mar me chamou, e eu lhe disse
Sim, eu vou




0 comentários:

Postar um comentário

 

Curta

Siga