Ainda Sobre Você?

by - terça-feira, abril 26, 2016






Então nos deitamos no sofá da sala, ele me abraçou e apoiou sua cabeça em meu ombro, e o silêncio tomou conta de nós.
Eu me perdia em pensamentos de medo, insegurança...
Foi naquele ambiente que nos divertimos por diversas vezes, os risos pareciam estar abafados, o som do violão dele ecoou em minha mente, e eu ainda tinha uma fotografia dele guardada na gaveta da estante logo a minha frente.
A garrafa de licor estava pela metade e o último a tomar foi ele, já fazia um ano...
Eu tentei me desfazer dela, mas só de saber que ele havia tocado na garrafa eu não conseguia me livrar.
Eu tentava respirar devagar e fechei os olhos para que aquele momento não fosse embora logo.
Mas então eu me perguntava, o que estou fazendo?
Porque eu não consigo esquecê-lo? 
Porque ele ainda estava tão vivo naquele ambiente?
Eu gostaria de me entender, entender ele, entender porque aquele cômodo não conseguia deixa-lo ir...
Nem se quer o cheiro de outra pessoa ocupava o lugar dele.
Nem ter outra pessoa me abraçando naquele exato momento me fazia esquece-lo.
Então me perguntei novamente, ele que não sai ou eu que não consigo tira-lo de dentro de mim? 
Ele está em todas as pessoas, ou eu que vejo ele em todas as pessoas?
Ninguém era como ele, ou eu queria que todos fossem como ele?
Isso ainda é amor?

Leia Também

1 comentários

  1. Muito bom, amei o texto. Gostei da música também, linda! Parabéns!!!

    ResponderExcluir