Embriaguez

by - domingo, fevereiro 28, 2016



Bebo minha vida com mel e limão
O mel adoça as angústias
O limão acidifica a paixão
Se quiser gelo, coloco
Para esfriar o pensamento
Misturo tudo
O passado, o futuro e o momento
O sempre e o nunca
Canudo ou no gargalo
Suave ou intenso
O que sinto,
O que sou,
O que penso.
A verdade líquida
Vívida.
Misturo o que sou, o que fui,
O que nunca serei.
O que eu disse,
O que eu calei.
E me embebedo de fato
De fatos.
Derrubo-me.
Pode vir, noite
Já estou deitada

Amanhã espero não lembrar de nada.



Leia Também

0 comentários