Âmago







Esse tempo que passamos juntos vai ficar pra sempre...
-Se eu pudesse escolher, se eu pudesse te dizer... - Os pensamentos viajavam numa frequência inexplicável, a água que caia singelamente de seu rosto se espalhava com o sopro do vento.
As suas conversas sempre foram as mais aconchegantes as mais fáceis de entender. E quase tudo terminava em risada; não porque tentássemos ser engraçados, mas porque rir era inevitável. Quantas vezes você me ajudou sem ao menos saber. Por quê? Porque você apareceu na minha vida? Ou melhor, porque eu tive que aparecer na sua vida com aquele papo furado de ser príncipe sem cavalo branco. E porque você me ouviu? Foram três anos de amizade, de amor, cumplicidade, foram 1.095 dias querendo estar ao seu lado, e a cada dia eu só queria mais um dia, mais um mês até mesmo uma vida toda. Mas a realidade é que eu nunca havia recebido um abraço seu então isso era tudo o que eu queria. Antes de você eu não sabia o significado de um abraço, para mim era apenas duas pessoas encostando seus corpos envolvidos com braços. Simples assim. Bem na verdade não deixa de ser isso mesmo, porém pude perceber e dar valor aos abraços; tem abraços rápidos, demorados, apertados, com os olhos fechados, abraços com apenas um braço, abraços que envolvem uma volta no pescoço, abraço que segura pela cintura, mas o melhor abraço é aquele que sentimos por dentro, como se estivessem abraçando nossa alma.
E a única pessoa que poderia me abraçar desse jeito era você.
Por que digo isso agora?
Porque eu precisava dizer algum dia, porque alguém precisava saber que você existiu em minha vida. Porque o tempo que passamos juntos ninguém soube, porque ninguém entenderia essa historia mal contada.
Por favor, não se esqueça daquela música, não se esqueça dos dias em que estive presente, não se esqueça dos momentos certos, até mesmo daqueles que cobrei de você sinceridade, daqueles que fiz drama ao saber que estava com outra pessoa.
Meu erro fez a nossa pequena historia acabar, fez aqueles sorrisos desabrochar, fez uma marca em nossos corações. E fez eu não saber se você também chorou. Me fez um covarde.
Fez eu não ter mais nada.

Ele escreveu essa carta para ela, aquela que o fez feliz, escreveu para que pudessem ler e saber que durante a vida dela, ela viveu aquilo que sempre quis. – uma história única. A partida dela foi mais dolorosa, veio junto com o arrependimento dele, porque ele perdeu a oportunidade, a coragem de acertar as coisas, de pelo menos saber como ela estava.
- Se eu pudesse escolher, se eu tivesse que escolher uma pessoa, queria que soubesse que seria você. Eu trocaria qualquer pessoa por você, porque sempre foi você. – Essas palavras saíram junto ao um longo suspiro. Noah olhava fixamente para o céu escuro, aquela imensidão com alguns pingos de brilho. Com um piscar lento e doloroso a última lágrima caiu, e cada pequeno momento, cada grande momento, cada tempo juntos e cada tempo separados, simplesmente o contentou, porque ele sabia que iriam ficar pra sempre.




(Texto incluso na Antologia Amor e Morte)

1 comentários:

  1. Ai que lindo Kah! Não sei pôr que, mas quando leio esses seus textos parece que eu to lendo Clarice Lispector.
    Tem só um errinho de português, na parte que fala "aqueles sorrisos desabrochar" tinha que ser "desabrocharem", não?

    ResponderExcluir

 

Curta

Siga