Um Título Adequado

by - segunda-feira, outubro 05, 2015






Escrever nunca é um trabalho concreto.
 Você se esforça, dá o melhor de si na tentativa de criar uma narrativa coesa, linear, racional, tudo para que alguma pessoa que você nem conhece poder dizer que aquilo é bem escrito. Quanta prepotência é esperar ser entendido por um mundo que você não entende.
 Você pode dizer que nós vivemos em decadência, que nossos gráficos sempre vão pra baixo e isso talvez seria verdade. Nenhum livro vai ser mais trabalhado do que a primeira linha, a primeira palavra que você escreveu. Mesmo quando crescemos, quando todos nos dão um tapinha nas costas e apontam esse fato, mesmo assim, sempre estamos afundando. Afundamos ao ponto de que escrever é tão fácil quanto se afogar. Ao ponto de que escrever é tão fácil quanto morrer.

 Escrever é viver. Mas mais do que isso, é aprender a morrer.


Leia Também

0 comentários