Recaídas de um Poeta






Lucidez 
De onde vêm? 
Pra quem?
No meu abrigo eu brigo comigo
pensamento solto que vive como louco.
Dividido num mundo sem rumo.
Ser ou ter, porquê? Pra quê? 
Correr na lentidão, dar de cara com a solidão.
Visão...
Alucinação?
Querer
Viver 
Porquê? 
Você.. 
Pra você... 
Por você! 



0 comentários:

Postar um comentário

 

Curta

Siga