O "Sal" da Vida



O sal é o tempero mais usado em todo o mundo, na culinária de todos os países, em pratos salgados e doces, quentes e frios. É um cristal, sendo assim, possui propriedades energéticas tanto quanto os outros, como ametista, quartzo, opala, entre outros. É capaz de absorver e doar energia.
Deixando o misticismo de lado, o sal tem a fantástica propriedade de dar o real sabor de cada alimento. Um florete de brócolis, por exemplo, sem o sal não é grande coisa. Sabemos que se trata de um excelente vegetal, rico em nutrientes, mas não lhe darão tanto valor se não souberem o seu real sabor.
Digo que o sal tem o poder de mostrar a essência de cada alimento. Esse sabor escondido que ninguém, até então, havia percebido.
Existem pessoas que são como o sal na nossa vida. Que nos abrem para um mundo até então desconhecido por nós mesmos. Nossa essência escondida dentro de nós. Nos fazem enxergar o nosso real valor.
Já ouviram a expressão: “fulano é sem sal”? Se referindo a uma pessoa sem graça, sem atrativos? Faz sentido, mas não que pessoa seja assim, sem graça, na verdade ela ainda não mostrou sua essência ao mundo. Nossa essência é sempre saborosa, embora nem todos a conheçam.
Esse “sal” da nossa vida pode ser qualquer pessoa que nos desperte para um novo mundo – um amigo, um parente, um(a) namorado(a), até um desconhecido com uma palavra ou a simplicidade de um gesto descompromissado pode dar um tempero à mais.
E podemos não ter só um “sal” na vida, outros temperos serão sempre bem vindos. Outros gestos, outras palavras, outros sorrisos, outros abraços. Tudo serve para tornar a vida mais saborosa.


Gostou? Leva um chorinho:

O artista precisa se policiar constantemente para não se perder nas suas emoções e ideias. Fazer análise, meditar, buscar autoconhecimento. Não para ser menos artista, mas para ser mais humano.



0 comentários:

Postar um comentário

 

Curta