O Dia Que Não Tem Fim






Nada está como antes.
E nada é como pensávamos que seria.
Tudo mudou, as formas mudaram.
Vivemos ilusões... controlados por manequins em fios de nylon.
Uns esperam uma boa recepção.
Outros uma simples refeição.
Tudo mudou ou simplesmente vi como sempre foi.
É um boomerang de sensações.
Uma dança com um fim sem entender.
Uma página rasgada de um livro
e uma música sem melodia.
Será que é pra sempre essa agonia?
Nada será como antes...
É um redemoinho... é tudo assim?
É um dia que nao terá fim?
Vai partir... vou partir...
E no fim vamos continuar aqui.





1 comentários:

  1. Parabéns Karen!! Muito bom o texto.
    Amei a escolha da música e da imagem. Ficou tudo muito bom!!!

    ResponderExcluir

 

Curta