Portas da Percepção: Ego





E eu, que não amo mais ninguém
que me amo mais que tudo
porque não dividi com ninguém
Amor de mais de um, de todos

Não sou o centro das atenções
mas o centro do universo
desejo máximo da companhia
exclusivo, único, primeiro

Primogênito e sozinho
Pega ladrão de direito
Todos os desejos
Pra ontem, pra antes de nascer

Mas eu que mais bonito
mais inteligente e mais engraçado
ando sempre só, sempre sozinho

Eu que me amo mais que tudo
Eu que não amo ninguém



0 comentários:

Postar um comentário

 

Curta