Nostalgia

by - domingo, junho 28, 2015






   Eu fui a uma festa no sábado junto com o resto da minha classe. Nunca fui muito um cara de festas mas essa era meio que especial. Afinal, é mesmo o nosso último ano juntos. Depois disso, caminhos diferentes. Ou não, ou sei lá. Acho que nada mais para esse trem.
   Nunca tive medo de que esse dia chegasse. Nunca senti como se precisasse de cada uma das pessoas que me acompanharam nesses anos, nem acho que elas precisariam de mim. Mas não foi isso que me assustou ao entrar naquela festa. O que me assustou foi a nostalgia.
   Foram todos os rostos quase que esquecidos, quase apagados, acompanhados por certas trilhas sonoras que faziam com que tudo fosse um pouco mais meloso do que deveria ser. Decidi pouco depois que não fui feito para coisas nostálgicas. Muitas palavras não ditas, muitas mágoas passadas, muitas feridas ainda abertas, muita culpa...
   Foi quando vi as outras faces. Pessoas que eu não via há séculos mas que, por Deus, como eu queria vê-las. E, embora não houvesse uma memória boa para cada ruim, acabei descobrindo que as boas talvez valessem mais do que as ruins. Ou quem sabe seja a tendência humana, de valorizar ainda mais o que há de bom em face do que há de ruim.
   Acho que não conseguimos efetivamente controlar por quais experiências iremos passar e nem mesmo de quais nos lembraremos mais, mas talvez, só talvez, conseguimos escolher quais delas nós queremos nos lembrar. As boas não substituem as ruins, nem vice-versa. Tudo é como deve e pode ser.
   Esse pode ser um pensamento um tanto controverso, vindo da cabeça de quem está por cima, sem pensar em quem só tem memórias ruins para fazer companhia. Se eu fosse você, eu as escreveria. Tentar expurgar seus demônios é melhor do que viver sem nem tentar.
   Ainda que a vida seja dura, ainda que as memórias boas nem sempre superem as ruins, não se deve deixar que ela se torne uma carta em branco, perdida entre tantas outras “como lágrimas na chuva” como um certo poético androide diria.


Leia Também

0 comentários