A Rosa Que Você Me Deu



Flores morrem é o que penso toda vez que vejo um daqueles buquês enormes. Do caule às pétalas, tudo desidrata e entra em processo de degradação. As cores se perdem, a vida se apaga. O amor morre é o que penso quando vejo o cara apaixonado levando aquelas rosas para casa. Talvez menos depressa que as flores, mas por não ser nutrido, não ser cuidado da forma correta, ele também morre.

Flores morrem, eu pensei quando ganhei minha primeira e única rosa, mas eu a levei para casa da mesma forma - deixei-a nadando solitária em um copo de água e a assisti se afogar, torcendo para que ela não partisse - torcendo para que nosso amor fosse eterno. O amor morreu, é o que penso toda vez que vejo aquela minha rosa seca pendurada na parede. Ele se foi, mas ela, de alguma forma, ficou.




2 comentários:

  1. O que agente faz para isso não acontecer? Rosas (assim como amores) deviam ser para sempre, ou seja lá o que for esse espaço/tempo sempre! Texto lindo, Luisa!

    :)

    joandersonoliveira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

 

Curta