Próximo Passo







Próximo Passo

Eu não sei em quais momentos das nossas vidas decidimos o quê fazer ou o quê ser. Mas eu deveria saber, logo eu, que adoro saber das coisas, o porquê de o céu ser azul, ou porquê as marés sobem e descem.
Mas eu não sei, eu não lembro.
Não me lembro do meu primeiro beijo, pois ele foi tão próximo da minha primeira transa (em questões de tempo), que eu mal pude dar valor,  não me lembro do meu primeiro poema, nem do meu primeiro conto. Que belo escritor sem memória sou. Eu só entendo o que estou fazendo depois de certo tempo, o que me faz perder aquele momento mágico onde começamos algo. É algo a se pensar, se não sabemos de onde começamos, sabemos onde queremos chegar?
Uma jornada se inicia no primeiro passo, é o que todas as pessoas que assistiram filmes o suficiente ou leram livros o suficiente sempre dizem, o que não é uma mentira, mas, e se o primeiro passo for a coisa mais importante? Não ter o foco das coisas pode levar sua jornada por caminhos tortuosos, uma jornada se inicia no primeiro passo, mas e se a jornada machucar a ponto de ferir os pés, como deve ser dar o primeiro passo descalço?
É tão ruim se sentir grande demais pra suas calças, mas é o motivo principal pra maioria das grandes jornadas, eu acho, sentir que o mundo é burro demais, que o que você tem é pouco demais. Mas, encarar a realidade de que nem todo mundo nasceu pra grandeza não é fácil. A maioria não inicia a jornada por medo, humildade em demasia, e a estes, pequenos, mornos, ignorantes na totalidade da palavra, o primeiro passo, o mais importante, eu não me lembro.

Será que eu dei o primeiro passo??

Será que eu escrevi meu primeiro conto?

Será que eu escrevi minha primeira poesia?

Será que eu dei meu primeiro beijo?

Então, que essa seja minha primeira vez. Pensando bem, que todos as próximas também sejam.



1 comentários:

  1. Gostei! Sim que todas as próximas sejam como primeiras para serem apreciadas como se deve

    ResponderExcluir

 

Curta