Aquele Inverno


Aquele Inverno
 Naquele inverno, você foi como o Sol para mim - você aparecia e eu sorria, mesmo sabendo que não duraria - mesmo sabendo que o dia curto seria. Não importava; eu me sentia em pleno verão, derretendo sem receio e sem pudor. Praia e areia diante dos meus olhos - sensação paradisíaca escorrendo e entrando pelos meus poros.
Quando você partia, era como a escuridão da noite cobrindo meu céu.  As estrelas não apareciam - a Lua, fria e egoísta, também se escondia - e então, estava sozinha. Naquele frio, tudo congelava - meu coração e minhas lágrimas. Até nevava no vazio que meu peito virara. Três, quatro camadas de casaco não eram o bastante para me aquecer.
 Mas, feito ciclo, todo o gelo derretia na manhã seguinte - e por mais que esse efeito esquenta-esfria me matasse com subsequentes choques térmicos, sorrisos e lágrimas se compensavam em memórias agridoces que levarei por todos os meus verões e invernos.


1 comentários:

  1. Essa minha Morenão arrasa nos textos! Já coloquei no meu bloglovin pra ler todos os posts!
    Beijo!! Love u meu "bem me quer"

    ResponderExcluir

 

Curta