Apenas Um Anel

by - domingo, julho 27, 2014


Boa noite coloridos.
Como estão?
Estou de volta hoje, depois desses dias sombrios de desaparecimento, e com novidades.
Como já devem ter notado, sou viciada em escrever - poemas, contos, cartas, qualquer coisa que envolva palavras, mexe comigo.
Portanto, resolvi criar com algumas blogueiras a TAG Palavras, que consiste basicamente em produções literárias com temas inusitados (ou nem tanto assim)
Para a abertura dessa TAG, escolhemos uma palavra coletiva - e dessa vez é ANEL :)
Minha primeira ideia era completamente diferente do que escrevi, mas acabei deixando-a para depois.
Vamos ver no que deu?


MÚSICA TEMA
Let Me Go - Avril Lavigne




APENAS UM ANEL
Luísa Lopes, 2014

Ele me encara como se me visse por dentro e sou obrigada a desviar o olhar, sabendo exatamente o que ele diria. Ele me tortura sem sair do lugar, sem sequer ter capacidade de me tocar. Qualquer pessoa o veria como algo dispensável e sei que deveria fazer o mesmo.

Apenas um anel, eles disseram quando chorei ao segurá-lo com o que restava das minhas forças. Apenas um anel, eles enfatizaram quando o transformei em pingente. APENAS – UM – ANEL, eles berraram quando quase enlouqueci por não encontra-lo. Apenas um anel eles enxergam, mas eu não.

Diante dos meus olhos, ele ganha vida, ele se torna alguém que conheci – alguém a quem eu tanto amei. Quando eu o observo, é como se estivesse contemplando aqueles olhos; quando eu o seguro, é como se estivesse segurando aquelas mãos. Se eu o beijar, eu juro que posso sentir aqueles lábios pela última vez.

Esse anel é tudo que me restou dele. Ao fechar os olhos, quase consigo senti-lo colocando-o em meu dedo mais uma vez, enquanto sussurra suas palavras doces em meu ouvido, e sinto-me protegida como no primeiro dia.

Sou obrigada a respirar fundo, segurando as lágrimas. Não posso estragar a maquiagem e não quero arruinar nosso derradeiro momento de intimidade através de dramas e choros. Preencho minha mente com a memória de outros que já passaram por essa mesma mão, frutos do mesmo amor, todos ligados ao mesmo dono.

Lembro-me do meu sorriso quando o dono se ajoelhou aos meus pés pela primeira vez; da promessa que fizemos quando o trocamos na frente do padre; de todos os momentos de felicidade que a ele me remete.

Escuto as batidas na porta – está na hora.

Beijo-o pela última vez, recheada por tanto carinho e tiro-o de meu dedo com delicadeza.

É difícil renunciar a um amor tão grande, mas coloco-o de volta em sua caixa, aquela em que o vi pela primeira vez. O seu dono se foi, o amor que sentia por ele ficou – mas eu decidi seguir em frente. Amarei a lembrança, mas deixarei o símbolo para trás.

Hoje receberei aquele que o substituirá – meu dedo será ocupado por outro e essa caixa será seu lugar dele a partir de hoje. Peço desculpas, sentindo-me uma idiota, mas sei que ele ficará bem. Afinal, por mais que eu lhe dê tanto significado, ele é apenas um anel.




CONHEÇA AS OUTRAS PARTICIPANTES DA TAG

Leia Também

3 comentários

  1. Luuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu *-* Oi, meu amorzinhooooo, hahaha! ♥ Eu estou bem, obrigada! E você? Espero que também, haha! :3 Ai, gente :') Tô toda chorosa, hahaha! Caraca, a música combinou muuuuuuuito com o texto! Agora, vou escutá-la enquanto leio o mesmo, haha! Vamos lá! Ei, que coisa! Será que essa gente, esses personagens, não entendem que não é só um anel? Haha! Eu entendo. Poxa, o amor é lindo demais! Achei esse texto um tanto triste, mas muito bonito! Cara, deve ser mesmo difícil renunciar um lugarzinho do seu coração, o qual antes era ocupado por um outro alguém... Espero que a personagem do seu texto tenha conseguido seguir em frente, hahaha! ♥ Simplesmente estou apaixonada pelo seu textoooooooo, Lu! Pelo amor de Deus! E com a música ficou ainda melhor! Me emocionei sem brincadeiras! :3

    BEIJOS INFINITOOOOOOOOOOOOS! ♥

    Juu-Chan || Nescau com Nutella

    ResponderExcluir
  2. Oi adorei o texto, você escreveu super bem. O que mais gostei foi o modo como você representou essa história de deixar um amor partir!!
    Beejos
    http://landlandnever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Que lindo o texto e a música também, apesar de um pouco triste, né? Apesar de ter escrito com belas palavras, eu sei como é difícil deixar um amor ir desse jeito. É a coisa mais difícil do mundo.

    Beijos,
    www.meianoiteequinze.com.br

    ResponderExcluir