É Sempre Amor

by - segunda-feira, fevereiro 03, 2014


-Você acredita que um amor possa acabar de uma hora para outra? – ela perguntou, ainda sem conseguir olhá-lo nos olhos. A garota fitava as próprias mãos, sua mente enchendo-se de lembranças, todas tristes e amargas, todas as que a levaram à separação daquele que tanto amava.

Ela sabia o que ia dizer e que queria colocar aquelas palavras para fora. Mas tinha medo – conhecia toda a história, sabia o que viria depois e sentia uma mistura de vergonha e receio, tudo intensificado pelas batidas em seu peito. O garoto ainda não entendia, agia ingenuamente, cego pelo que ele estava sentindo. Sentimento tão parecido com o dela, mas ainda sim, muito diferente. Ele era controlado pelas emoções, mais do que pelas lembranças ou pela razão. Ele simplesmente amava, apenas sentia – e isso era o suficiente para ele. Mesmo que por vezes sua cegueira o levasse ao sofrimento. Era assim que ele preferia; pelo menos se sentia vivo.

-Acho que se for amor, não acaba nunca. O que pode acontecer é ele ser substituído, ficar guardado, soterrado e sufocado por novos amores, impedido de falar, impedido de comandar o coração. Mas amor é sempre amor, mesmo que termine mal. – ele disse, os olhos presos no nada, pensando aonde a morena queria chegar. Ele olhou-a e percebeu que no mesmo momento ela fez esse mesmo movimento.

Ficaram em silêncio por um momento, olhando-se fundo, tentando encontrar no vazio uma palavra para dizer o que eles realmente sentiam. Mas a verdade estava engasgada – tanto tempo havia se passado, tantas chances foram perdidas, e eles ainda estavam ali, tentando colocar seus sentimentos para fora.

A garota engoliu seco; sabia que ele a conhecia o suficiente para lê-la por dentro e tremia só de pensar que talvez fosse transparente ao ponto de não esconder a verdade dos seus sentimentos. Ele sorriu ao entender a expressão dela, mas escondia esse sorriso no seu interior mais profundo – por mais que enxergasse nos olhos da garota o que não saia de sua boca por orgulho, ele queria escutá-la para ter certeza que podia se jogar naquele sentimento mais uma vez. Pelo menos uma vez ele queria ser racional.

-Eu... – ela começou, tentando não gaguejar – Eu... – ela forçou-se a continuar, mas não obteve um bom resultado e as lágrimas molharam seu rosto. Seu choro abalou o garoto; ele ficou sem reação; não sabia o que tinha feito, não sabia como corrigir seu erro. Seguiu seu único impulso e a abraçou, protetoramente. Ela relaxou diante daquele abraço e todas as suas dúvidas se dissiparam. Todas as perguntas que surgiram em sua mente durante o todo o tempo que teve medo de se aproximar foram respondidas por aquele simples abraço... E para ele... Ele não precisava de mais nada; só sentir o calor de sua amada passando para o seu próprio corpo era o suficiente.

Ela aconchegou a cabeça no ombro dele e no mesmo instante foi retribuída. Não era preciso dizer mais nada; não existiam palavras para descrever o que eles sentiam – elas apenas estragariam o que eles tinham se fossem usadas. Assim que seus olhos se encontraram foi como se almas vagantes e perdidas encontrassem a luz que por tempo procuraram. Eles simplesmente sabiam – eles sempre souberam, só nunca admitiram. Ele não se importou com a rejeição do passado e ela esqueceu o motivo que os mantiveram afastados por tanto tempo. As preocupações, medos desconfianças e incertezas de ambos, tudo se tornou em apenas uma certeza quando os dois se tornaram apenas um.


Reescrito em 2014
(originalmente escrito em 2010 e publicado em Plusert)

Leia Também

14 comentários

  1. Bonito texto... Gostei.
    Estou te seguindo.
    Beijinhos.
    Convido você a visitar meus dois blogs:
    Justo eu?
    Universo feminino, beleza – maquiagem- moda
    Livro com Cappuccino
    Universo literário, resenhas de livros-textos-autores

    ResponderExcluir
  2. É claro que tinha que indicar seu blog no Top Posts, né? Quase impossível eu não amar todos os seus textos!
    Dá uma passada lá depois!
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai senhor, você é uma fofa. Não mereço tanto carinho assim <3

      Beijos.

      Excluir
  3. Que bonito seu texto Luu. " Eles simplesmente sabiam – eles sempre souberam, só nunca admitiram."
    Beijos do Nato! ^^
    http://agoraemdiante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. que texto lindo !!

    http://gabieomundosecreto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, lindo texto!
    O amor realmente dispensa palavras, quem ama demonstra, sente, exala esse sentimento.
    "Você acredita que um amor possa acabar de uma hora para outra?" - Se acabar, é porque não era amor!
    Seguindo o blog :)
    Bjs!!

    http://marcasindeleveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Acho que o amor não é para sempre . E sim , pode acabar de uma hora pra outra . Muitas vezes não é amor , é paixão . Dois sentimentos bem diferentes um do outro .

    Um beijo meu , Miih . <3
    Visita ? | Colorful Rainbow

    ResponderExcluir
  7. Que texto lindooooooooooo! Você escreve super bem, parabéns!!!! Amei <333

    ResponderExcluir
  8. Amei o texto, você escreve muito bem, saudade de quando eu tinha mais inspiração kk

    http://artedeviver-be.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Ahn, que texto lindo menina!!
    "Eles simplesmente sabiam – eles sempre souberam, só nunca admitiram. Ele não se importou com a rejeição do passado e ela esqueceu o motivo que os mantiveram afastados por tanto tempo."
    Tocou de verdade o meu coração! Lindo lindo lindo

    Beijos,
    www.miragemreal.com

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente é assim, tudo na vida acaba, nada é para sempre e com esse sentimento não seria diferente, afinal sentimentos são isso né.
    FB
    http://www.trendsbyscarpiera.com

    ResponderExcluir
  11. è sempre amor, mesmo sem rótulo definido, sem intensidade definida e sem palavras. Nada melhor do que sincronismo e recíproca :)

    Beijo
    Bia - Livro do dia

    ResponderExcluir
  12. " Mas amor é sempre amor, mesmo que termine mal." Que lindo! E sempre foi amor, eles se tornaram um. Seus textos são feitos com mais do que palavras, com sentimentos. Amei conhece-los. Parabéns *u*
    Beijão {FB}
    cut-cutt.blogspot.com

    ResponderExcluir